Frequently
Asked
Questions
Principais Questões Sobre o Nadismo

1.O QUE É EXATAMENTE O NADISMO?

Nadismo é um movimento social que propõe uma nova postura de aproveitamento do tempo na qual os momentos para se fazer nada passam a ser valorizados.

Neste sentido, é um significativo agente de mudança cultural, pois cria a consciência da importância do tempo livre,  descompromissado, e do prazer de simplesmente desfrutar desses momentos sem pressa, sem culpa e sem estresse.

Entretanto, o nadismo como proposta de um ideal de vida humana melhor não deve ser confundido com uma filosofia pois sua abordagem é essencialmente pragmática, ou seja, seu sentido se justifica prioritariamente por meio da prática.

Sendo assim, o nadismo, por meio do Clube de Nadismo, intenta promover experiência do desfrute da pausa para fazer nada como forma de proporcionar melhor qualidade de viver.

Essa é a essência do nadismo: a arte de desfrutar momentos de não fazer nada.

 

 

2. COMO SURGIU A IDEIA DO CLUBE DE NADISMO?

Trabalho desde 1998 com criação e design. Em meu ímpeto de realizar tantas idéias, embarquei num ritmo de vida muitíssimo acelerado e estressante que acabou me levando a ter um colapso físico e mental, o burnout. A partir daí minha inspiração direcionou-se para o bem-estar e bem-viver. Em 2005, depois de experiências em Londres, percebi que a essência do problema do vicio na aceleração é exclusão da pausa como atividade (inatividade) humana vital. Daí criei o Nadismo como meio de resgatar o valor destes momentos de pausa. Comecei então a realizar os encontros do Clube de Nadismo por todo Brasil que logo ganharam milhares de adeptos e uma tremenda repercussão na imprensa.

 

 

3. PAGA-SE PARA FAZER PARTE DO CLUBE?

Qualquer pessoa pode se associar no Clube de Nadismo de graça.

 

 

4. EM UMA SOCIEDADE NA QUAL SOMOS BOMBARDEADOS POR INFORMAÇÕES A TODA HORA COMO É POSSÍVEL PARAR COMPLETAMENTE E NÃO FAZER NADA?

Participando do Clube do Nadismo! Essa é a forma mais fácil por que o Clube lhe oferece uma proteção, um respaldo. É como uma área neutra, fora da guerra onde você pode entregar-se, reder-se sem perigo.
Uma outra forma boa é criar propositalmente lacunas na agenda. Por exemplo, você tem um compromisso que termina as 15hs, sabe que precisa de 30 minutos para chegar ao próximo então, ao invés de marcá-lo para as 15:30, marque para as
16hs. Chegue as 15:30 e aproveite essa meia hora para sentar num gramado e olhar as nuvens por meia hora, parecerá uma eternidade!
Para os viciados em trabalho e velocidade, para as pessoas que simplesmente não conseguem parar e sossegar nem por um instante eu sugiro agendar o Workshop de Nadismo.

Realmente precisamos reaprender como parar de fazer, ou seja, praticar o Nadismo!

 

 

5. NO QUE ELE DIFERE DE MOVIMENTOS COMO O SLOW, O OCIO CRIATIVO E OUTROS TANTOS CRIADOS PELO MUNDO?

O nadismo se assemelha a outros movimentos por promover um estilo de vida menos acelerado e consequentemente com mais qualidade. Contudo, dado o contexto sócio cultural econômico da aceleração podemos dizer que ele é mais prático e acessível. Por exemplo, a dificuldade da proposta slow é que se você simplesmente resolver ir mais devagar vai ficar para trás porque a sociedade e o mercado de trabalho impõe determinado ritmo produtivo que precisa ser seguido para garantir a competitividade. Já o ócio criativo é um conceito um tanto utópico por que pressupõe que a pessoa tenha naturalmente muito tempo livre, o que de fato não ocorre, e que assim possa aproveitá-lo na forma de um lazer criativo.

No nadismo você segue a sua vida do jeito que ela é,  mas aprende a criar pausas. Breves momentos especialmente dedicados a fazer nada que podem ser em qualquer lugar, a qualquer hora e por qualquer período de tempo. Desta forma, mesmo 10 minutos por dia já repercutem positivamente na melhora da qualidade de vida. 

 

 

6. COMO PROPOR A ALGUÉM NAO FAZER NADA NUM PAÍS COM OS PROBLEMAS SOCIAIS E ECONOMICOS DO BRASIL? É NECESSÁRIO SER RICO?

É uma questão cultural cuja base está nos valores do indivíduo e não na sua conta bancária.

Minha experiência tem mostrado que independente da classe social ou da atividade que exercem as pessoas vivem no mesmo ritmo acelerado e estressante.  

Quem toma consciência que está vivendo no limite e procura uma forma de mudar seu estilo encontra no nadismo um caminho bastante acessível, uma vez que fazer nada é de graça, não tem pré-requisitos nem contra indicação.
Por issoparticipar do Clube de Nadismo é uma excelente forma de começar.

 

 

7. ATUALMENTE O QUE SE PREGA É QUE SEJAMOS COMPETITIVOS, PRODUTIVOS ETC. O NADISMO NÃO É UM CONTRASENSO?

Esse conceito de produtividade e qualidade total serve muito bem para as empresas e é perfeito para os robôs que podem trabalhar 24hs sem parar e sem pirar. Nós, seres humanos, precisamos de algo mais do que trabalhar e cumprir prazos; precisamos de tempo para nós mesmos, tempo para descansar, tempo para aproveitar as coisas que fazem a vida valer a pena como estar com os amigos e a família, cuidar da saúde e se divertir.

Uma boa pergunta para se fazer é: se vive para trabalhar ou se trabalha para viver?

 

 

8. O QUE FAZEM OS EXBAIXADORES DO CLUBE DE NADISMO? QUANTOS SÃO? ONDE ESTÃO? ELES GANHAM PRA ISSO?

Com o crescimento do Clube de Nadismo por todo o país, muitas pessoas têm mostrado interesse de ter os encontros nas suas cidades. Por isso criamos a oportunidade interessados se cadastrar como embaixadores e então serem os responsáveis por organizar esses eventos. No site há informações de como participar.

Não há remuneração.

Contudo, para promover a expansão do nadismo, o clube está buscando patrocínio para viabilizar kits de encontro do Clube de Nadismo. Empresa com foco no mercado de qualidade de vida, que esteja disposta a investir nesta oportunidade poderá colher os frutos da repercussão positiva.

 

 

9. O CONCEITO DE NADISMO INCLUI QUE TIPOS DE NÃO-ATIVIDADES? SE EXERCITAR, COMER, TRABALHAR, O QUE EXATAMENTE?

O nadismo é 100% fazer nada. Ver TV, fazer palavras cruzadas e dormir é fazer algo.

É importante não confundir distração, lazer, esporte ou qualquer coisa que se faça com o nadismo que é o não fazer coisa alguma.

A grande diferença está no fato do nadismo ser desprovido de um propósito. Toda atividade na qual a pessoa dedica seu tempo tendo em vista um objetivo definido não pode ser considerada nadismo. O nadismo é inútil por natureza.

 

 

10. NADISMO, PREGUIÇA OU DESISTÊNCIA TÊM A VER?

Essas questões são abordadas e esclarecidas no livro.

Posso adiantar que preguiça não é fazer nada. Preguiça é a não vontade de fazer algo, o que pode resultar, às vezes, em fazer nada. Desistir é abandonar algo que se faz. Para praticar nadismo não é preciso largar o seu trabalho ou os seus compromissos, mas sim criar espaços vazios no meio e entre eles.

 

 

11. FALE SOBRE O LIVRO. POR QUÊ?  ONDE É POSSÍVEL COMPRÁ-LO E QUANTO CUSTA?

O livro é uma ferramenta para entender melhor nosso envolvimento com a cultura da aceleração e como adquirir a nova consciência do fazer nada. Também é um motivador para a prática do nadismo.

É possível comprá-lo pelo site www.nadismo.com.br ou em diversas livrarias como Cultura, Saraiva, Siciliano, Fnac, etc.

O preço médio é R$ 30,00.

Obs: Junto como o livro vem uma carteirinha de sócio do Clube de Nadismo.

 

 

12. O QUE EU PRECISO PARA, NESTE MOMENTO, NÃO FAZER NADA? COMO POSSO FAZER?

Precisa em primeiro lugar querer e em segundo se permitir. Então basta se dar de presente um tempo vago e não se ocupar com coisa alguma, só deixar acontecer. As 4 diretrizes da prática do nadismo  auxiliam a pegar o jeito.

DIRETRIZES DA PRÁTICA DO NADISMO

1. STOPNJOY!

Este tempo é totalmente seu para que você desfrute o fazer nada sem pressa.

2. ENTREGUE-SE!

Abandone a intenção de fazer nada. Esqueça qualquer objetivo, o nadismo não tem nenhum propósito.

3. SOSSEGUE!

Privilegie o silêncio e a imobilidade.

4. OBSERVE!

Evite ocupar-se mentalmente. Deixe a mente vagar como as nuvens.

 

 

13. AS PIADAS DEVEM SER MUITAS SOBRE O MOVIMENTO, NÃO?

Não muito. Logo no início a reação é de bom humor e estranheza, no minuto seguinte, quando o relógio cobra o tempo atrasado logo a pessoa se dá conta de como seria valioso ter seu momento de nadismo e entra para o clube!

Quem experimenta vira fã!

 

 

14. COMO FAZER PARA QUE UMA SOCIEDADE QUE ACREDITA QUE "TEMPO É DINEHIRO" PARE?
É uma questão cultural cuja base está nos valores fundamentais do indivíduo.
O que é mais importante, trocar de carro ou passar duas tardes por semana com seu filho. Ir no cinema todo fim de semana enfrentando congestionamentos e filas ou fazer um pic-nic no jardim de casa com os amigos?

Felizmente percebo que muita gente está começando a questionar-se a respeito disso, a rever seus conceitos e a buscar alternativas. Contudo a maioria ainda segue no ritmo enlouquecido do "tempo é dinheiro".
Como fazer para a sociedade parar? Vamos espalhar essa idéia, vamos alimentá-la, vamos desenvolve-la. Comece com a sua vida e o efeito repercutirá nas pessoas mais próximas e assim por diante.
Até que pessoas que detém o poder sejam levadas a tomar decisões que efetivamente tragam mudanças, por exemplo, reduzindo o tempo da jornada de trabalho.
 

 

15.  A PRESSA, A FALTA DE TEMPO, O ESTRESSE, TUDO ISSO É CLARAMENTE PERCEBIDO PELA SOCIEDADE. EM SUA OPINIÃO, O QUE ACONTECE ENTÃO, PARA QUE AS PESSOAS AGREGUEM UM VALOR NEGATIVO E NÃO POSITIVO AO ATO DE PARA E FAZER NADA? PORQUE PARAR TRAZ SENTIMENTO DE CULPA?

Simplesmente por que ninguém quer ficar para trás. No sistema de competição capitalista estamos correndo um contra os outros então quem pode se dar ao luxo de "perder tempo"? Precisamos ser 110% produtivos, eficazes e rápidos. Isso é um conceito

muito bom para empresas e indústrias não para a vida do ser humano. Nem nossas necessidades vitais estão sendo respeitadas, ficamos sem almoçar por causa da reunião, viramos as noites para terminar os trabalhos dentro do prazo da pauta.
Sentimos culpa por que damos mais valor ao trabalho e ao lucro do que à vida.
 

 

16. QUAIS SÃO AS MAIORES DIFICULDADES E BENEFÍCIOS QUE OS PARTICIPANTES DO CLUBE DE NADISMO ENFRENTAM AO BUSCAREM MUDAR SEU ESTILO DE VIDA E PARAREM UM POUCO?

A maior dificuldade é efetivamente parar. O quero dizer com efetivamente é EFETIVAMENTE. Para por completo, sem nenhum objetivo. Parece simples mas é bastante difícil. As pessoas confundem muito parar com esperar, distrair-se, descansar, com uma prática meditativa, etc... Por isso, como fundador e facilitador, procuro instruir a "prática" do nadismo através das 4 diretrizes.

Os benefícios são diversos e podemos resumi-los como um generoso aumento na qualidade de vida.

Por isso é importante participar de um encontro do Clube de Nadismo, para poder ter uma experiencia real do que é ficar sem fazer nada numa boa. 
 

 

17. A QUE VOCÊ ATRIBUI O CRESCIMENTO DO CLUBE DE NADISMO POR TODO PAÍS E NO EXTERIOR?

Todos temos a idéia idílica de quão bom é o tempo para fazer nada numa boa.
Ao mesmo tempo a grande maioria das pessoas vive num ritmo cada vez mais acelerado e com ocupações que superam o limite das 24h. Resultado, fazer nada passa a ser o supra sumo do luxo moderno.
As pessoas que se tornaram sócias do Clube são aquelas que se deram conta de esse luxo é acessível e é de graça.
Se chama nadismo.

 

 

18. QUAIS OS BENEFÍCIOS DE NADEAR EM DOSES HOMEOPÁTICAS?

Os benefícios são diversos e podemos resumi-los como um generoso aumento na
qualidade de vida.

  

 

19. QUAL A DIFERENÇA ENTRE NADISMO E MEDITAÇÃO?
Há uma grande diferença. Enquanto a meditação implica em diversos tipo de técnicas que precisam ser seguidas para se atingir paz mental, o nadismo não tem técnica nem objetivo. É simplesmente não fazer nada sentindo-se bem. Sem objetivos e sem preocupação com os pensamentos.
Contudo, praticando nadismo é possível que aconteça de acessar “sem querer” em um estado meditativo. Especialmente para aqueles que já estão no caminho do auto conhecimento esse pode ser um agradável efeito colateral.

1 minuto nadismo
CONTATOS

E-mail:

contato@clubedenadismo.com.br

 

Fone:

51 4042-2911

  • Wix Facebook page
  • Twitter Classic
  • Blogger Classic
English site

© 2006 by Marboh ID. Todos direitos reservados.

Local dos encontros em 
Porto Alegre / RS

 

Praça do DMAE

Av. 24 de Outubro 210, Moinhos de Vento

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now